Skip to content

TIPOS DE DISCURSO

5 de outubro de 2010

Curso de Português para Vestibulares e Concursos – Professor Romão Júnior  

TIPOS DE DISCURSO

Discurso direto, discurso indireto e discurso indireto livre

Há três tipos de discurso: direto, indireto e indireto livre.

Ex.:

Ana olhou para a classe e indagou:

— Vocês estudaram para a prova?

A professora Ana disse que daria prova naquele dia.

Depois um aluno pediu que ela deixasse a prova para a aula seguinte.

Na passagem do discurso direto para o indireto, e vice-versa, ocorrem algumas transformações. Veja os exemplos do quadro a seguir.

Transformações do discurso direto em indireto
Discurso Direto (DD) Discurso Indireto (DI)
Uso de 1a ou 2a pessoa:— Jantaremos no clube. Você vai de carro, meu filho?— perguntou a mãe. Uso de 3a pessoa:A mãe avisou ao filho que eles jantariam no clube, e perguntou se ele iria de carro.
 Se no DD o verbo estiver:a) no presente do indicativo.— Estou com fome.b) no pretérito perfeito do indicativo   

— Afonso já fez o macarrão? —perguntou Dona Marli.

c) no futuro do presente do indicativo

— Bianca não comerá em casa — arriscou João.

d) no imperativo

— Experimente a sobremesa, Carlos — insistiu a anfitriã.

No Dl deve aparecer:a) no pretérito imperfeito do indicativo.Disse que estava com fome.b) no pretérito mais-que-perfeito do indicativo

Dona Marli perguntou se o Afonso já fizera o macarrão.

c)  no futuro do pretérito

João arriscou que Bianca não comeria em casa.

d) no pretérito imperfeito do subjuntivo

A anfitriã insistiu para que Carlos experimentasse a sobremesa.

 Uso de pronomesa) demonstrativos da 1ª pessoa:— Este colar vale uma fortuna — gabou-se a dondoca.Uso do advérbio aqui:

— Ficarei aqui o tempo que for preciso! — prometeu o policial.

 Uso de pronomesa)uso de pronomes demonstrativos da 3ª   pessoa:A dondoca se gabou de que aquele colar valia uma fortuna. 

Uso do advérbio ali:

O policial prometeu que ficaria ali o tempo que fosse preciso.

Uso de verbo de elocução, que pode estar acompanhado de dois-pontos ou vírgula. A fala pode ser introduzida por travessão ou aspas:O pai disse:— Sirvam-se!“Isso eu não como”, resmungou a criança. Ausência de pontuação depois do verbo de elocução, que vem seguido do conectivo que:O pai disse-lhes que se servissem.A criança resmungou que não comia aquilo.

 

Em resumo, no discurso direto, o personagem fala com as suas próprias palavras, podendo esse discurso vir expresso assim:

Se me acompanhares, farei de ti a mais feliz das criaturas — prometeu o guerreiro. (verbo de elocução depois do enunciado)

O guerreiro prometeu: — Se me acompanhares, farei de ti a mais feliz das criaturas. (verbo de elocução antes do enunciado)

— Se me acompanhares — prometeu o guerreiro — farei de ti a mais feliz das criaturas. (verbo de elocução no meio do enunciado)

No discurso indireto, o narrador transcreve a fala do personagem:

O guerreiro prometeu que, se ela o acompanhasse, faria dela a mais feliz das criaturas.

Por fim, o discurso indireto livre é uma fusão da fala do narrador com a do personagem, sem verbo de elocução. Veja:

Se me acompanhares, farei de ti a mais feliz das criaturas. Era essa a promessa do guerreiro.

Observe a mistura da 3ª pessoa, era, com a 1ª pessoa, farei. Esse tipo de discurso é muito usado pelos autores modernos em suas narrativas, porque confere maior ritmo e fluência ao texto, ao dispensar indicações gráficas. Observe:

Ela o cumprimentou arisca meio de longe, estendendo-lhe as pontas dos dedos, os olhos no chão. Depois saiu ligeira para os fundos da casa, não apareceu mais. E a prima? disse ao se despedir, já no cavalo. Deixa pra lá, tem dessas esquisitices de ausência de moça solteira, desculpou o pai.

AUTRAN Dourado

Uma vida em segredo. Rio de Janeiro: Ediouro, 1995.

Esse discurso é misto: estão mescladas a fala do narrador (“Ela o cumprimentou arisca.., não apareceu mais:’) e as falas dos personagens que se introduzem, revelando o seu fluxo de pensamento (“E a prima? disse ao se despedir, já no cavalo. Deixa pra lá, tem dessas esquisitices de moça solteira, desculpou o pai:”). A mistura do discurso direto dos personagens com o discurso indireto do narrador é chamada, pois, de discurso indireto livre.

Discurso é a atividade comunicativa entre interlocutores que apresenta sentido e está inserida em dado contexto.

From → Gramática

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: