Skip to content

NOVO: Treine para o concurso do IFPB

7 de dezembro de 2011

Leia:

Vai piorar

Lya Luft

(…) Desde criança fui ensinada que cabeça não foi feita só para separar orelhas, mas para pensar, questionar − e também para ser feliz −, neste momento, não sei o que pensar. Muito menos o que responder quando me perguntam interminavelmente o que estou achando, como estou me sentindo. Estou virando pessimista. Não em minha vida pessoal, mas em relação a este país. Ou melhor: a seus governantes, autoridades, homens públicos, políticos. Mal consigo 5 acreditar no que se está passando. A cada dia um espanto, a cada dia uma decepção, a cada dia um desânimo e uma indignação.

Este já foi o país dos trouxas, que pagam impostos altíssimos e quase nada recebem em troca; o país dos bobos, que não distinguem um homem honrado dum patife, uma ação pelo bem geral de

uma manobra para encher o bolso ou galgar mais um degrauzinho no poder a qualquer custo; o país dos mistérios, onde quem é responsável absoluto não sabe de nada, ou finge enxergar outra realidade, não a nossa. Hoje, estamos ameaçados de ser o país dos sem-vergonha. A falta de pudor e o cinismo imperam e não há, exceto talvez o Supremo Tribunal, lugar totalmente confiável.

Entre os políticos, com cargos ou não, impera um corporativismo repulsivo ¾ ou estaremos todos de rabinho preso? Nós, povo que se deixa enganar tão facilmente, que pouco se informa e questiona, vamos nos tornando da mesma laia? Seremos também, concreta ou moralmente, vendidos? (…).

(Veja, 26 de setembro de 2007)

1. (IFPB-ASSISTENTE DE ALUNOS 2007) Na passagem “Desde criança fui ensinada que cabeça não foi feita só para separar orelhas, mas para pensar, questionar − e também para ser feliz −,(…) (linhas 1-2), pode-se inferir que a autora

a) sugere a mesma idéia exposta na expressão “a justiça é cega”, quando menciona o Supremo Tribunal;

b) compara os brasileiros a pessoas despreocupadas, já que questionam a corrupção no Brasil;

c) mostra claramente a diferença entre o povo e autoridade pública: esta pensa, é informada; aquele é passivo e obediente;

d) chama a atenção para a necessidade de se questionar certos fatos e refletir sobre a nossa realidade;

e) exclui-se da categoria de povo, uma vez que é uma autora reconhecida em âmbito nacional.

2. (FCC/BB – ESCRITURÁRIO 2011) Considere as alterações feitas nos segmentos abaixo grifados.

I. Dá trabalho, e a conclusão pode não ser clara.

Dá trabalho, e a conclusão não pode ser clara.

II. Nesse processo, depara-se com armadilhas.

Depara-se com armadilhas nesse processo.

III. Não dá para preencher caderno de encargos mais cruel para a pobre criança.

Não dá para preencher caderno de encargos mais cruel para a criança pobre.

Com as modificações feitas na 2a frase, altera-se o sentido do que foi afirmado na 1a frase em

a) II, apenas.

b) III, apenas.

c) I e II, apenas.

d) I e III, apenas.

e) I, II e III.

 

3. (CESPE/CORREIOS – CARTEIRO 2011) São acentuados graficamente de acordo com a mesma regra de acentuação gráfica os vocábulos

a) também e coincidência;

b) quilômetros e tivéssemos;

c) jogá-la e incrível;

d) Escócia e nós;

e) correspondência e três.

4. (FCC/BB – ESCRITURÁRIO 2011) A frase em que a concordância verbal e nominal está inteiramente respeitada é:

a) Ainda não foi suficiente os investimentos na tentativa de redução dos índices de pobreza verificados em todo o mundo;

b) Em relação ao poder aquisitivo, ainda se observa dados assustadores quanto à miséria em que vivem populações inteiras;

c) São claras algumas implicações políticas na área do desenvolvimento humano, pois é imprescindível a ação do poder público na erradicação da miséria;

d) Deve ser levado em conta a sustentabilidade do crescimento econômico, para que se garanta melhorias efetivas das condições de vida da população;

e) Alguns especialistas tende a atribuir à crise financeira a principal razão do retrocesso nos resultados satisfatórios que já tinha sido alcançado.

 

5. (IFPB-ASSISTENTE DE ALUNOS 2007) O dirigente maior de certa Universidade Pública pensou em elaborar, em nome da Instituição, um documento endereçado ao Presidente da República, solicitando a criação de um poderoso sistema de combate à corrupção. Qual, entre os gêneros da Correspondência Oficial abaixo relacionados, corresponderia a esse documento?

a) Memorando;

b) Ofício;

c) Portaria;

d) Relatório;

e) Declaração.

6. (BB-2011) Analise:

I. Atendendo à solicitação contida no expediente acima referido, vimos encaminhar a V. Sa. as informações referentes ao andamento dos serviços sob responsabilidade deste setor.

II. Esclarecemos que estão sendo tomadas todas as medidas necessárias para o cumprimento dos prazos estipulados e o atingimento das metas estabelecidas.

A redação do documento acima indica tratar-se

a) do encaminhamento de uma ata;

b) do início de um requerimento;

c) de trecho do corpo de um ofício;

d) da introdução de um relatório;

e) do fecho de um memorando.

7. (FGV- ANALISTA JUDICIÁRIO 2011) Segundo o Manual de Redação da Presidência da República, NÃO se deve usar Vossa Excelência para

a) embaixadores;

b) conselheiros dos Tribunais de Contas estaduais;

c) prefeitos municipais;

d) presidentes das Câmaras de Vereadores;

e) vereadores

From → Exercícios

2 Comentários
  1. Érika permalink

    Olá professor!
    Estou estudando concordância nominal, e gostaria que você me esclarecesse quando a palavra “meio” varia.

    Outra dúvida, onde está o erro dessa frase:
    “Eles mesmos preencherão a declaração de bagagem.”

    Desde já, agradeço a atenção!!

    • Érika,
      A palavra meio varia quando significar a metade e fica invariável quando puder ser trocada por um pouco.
      Abraços Fraternos,
      Romão Júnior.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: