Skip to content

GABARITO DO CADERNÃO DO CONCURSO DO ESTADO

 

GABARITO DO CADERNÃO

(CONCURSO DO ESTADO)

 

Capítulo I

 

1. (  )

    (X)

 

2.

a) É todo sistema organizado de sinais que serve como meio de comunicação entre os indivíduos.

 

b) É a linguagem verbal utilizada por um grupo de indivíduos.

 

c) É a utilização individual da língua.

 

3. (2)

    (3)

    (1)

 

4. C

 

5.

a) No muro das lamentações, que fica em Jerusalém e é um dos locais sagrados para os judeus.

 

b) Ao lamento da população desempregada, que não consegue nenhuma colocação no mercado de trabalho.

 

6. E

 

 

Capítulo II

 

1.

5;3;4;6;2;1

 

2. E

 

3. B

 

Capítulo IV

 

1.

5;3;4;6;2;1

 

2. A

 

3. D

 

4. A

 

5. A

 

6. B

 

7. D

 

8. E

 

9. A

 

10. C

 

11. B

 

12. D

 

 

Capítulo V

 

1. E

 

2. E

 

3. A

 

4. B

 

5. B

 

6. B

 

7. A

 

8. B

 

9. A

 

10. C

 

11. E

 

 

Capítulo VI

 

1. C

 

2. D

 

3. A

 

4. E

 

5. E

 

6. C

 

7. B

 

8. C

 

9. B

 

10. D

 

 

Capítulo VII

 

1. B

 

2. A

 

3. D

 

4. D

 

5. D

 

 

Capítulo VIII

 

1. E

 

2. C

 

3. A

 

4. B

 

5. A

 

6. D

 

7. B

 

8. D

 

9. B

 

10. E

 

 

Capítulo IX

 

1. A

 

2. A

 

3. E

 

4. E

 

5. A

 

6. D

 

7. D

 

8. C

 

9. A

 

10. E

 

11. B

 

12. D

 

 

Capítulo X

 

1. A

 

2. E

 

3. D

 

4. D

 

5. C

 

6. B

 

7. C

 

8. B

 

9. A

 

10. B

 

11. C

 

 

Capítulo XI

 

 

2. D

 

3. B

 

4. B

 

5. C

 

6. B

 

7. B

 

8. C

 

9. E

 

10. E

 

 

Capítulo XII

 

1. faltaram

2. Chegou/chegaram

      3. gritava

      4. faltou

      5. faltou/ faltaram

6. exportam

7. contam/conta

8. compareceu

9. resolvi

10. pagamos

11. compareceu/compareceram

12. resolvi/resolveu

13. ganhou

14. faltaram

15. faltaram

16. chocaram-se

17. resolveremos/resolverão

18. apoiastes/apoiaram

19. viajamos/viajaram

20. aceitará

21. deu

22. deram

23. acredita

24. tratava

25. obedeceu

26. confia

27. vendem

28. alugaram

29. dão

30. havia

31. existiam

32. deve

33. devem

34. há

35. hão

36. faltam

37. chegou/chegaram

38. chegaram

39. estava

40. confirmamos

41. ganhará

42. são

43. são

44. foram

45. é

46. são

47. são

48. sois

49. sou

50. era

51. eram

53. são

54. é

55. é

56. és

 

57. B

 

58. D

 

59. B

 

60. C

 

Capítulo XIII

 

1. A

 

2. D

 

3. C

 

4. A

 

5. D

 

6. C

 

7. A

 

8. A

 

9. C

 

10. E

 

11. A

 

12. C

 

 

Capítulo XIV

 

1. B

 

2. D

 

3. A

 

4. D

 

5. NULA. Pois as questões D e E estão incorretas.

 

6. A

 

7. B

 

8. B

 

9. A

 

10. E

 

11. B

 

12. D

 

13. B

 

14. A

 

15. E

16. D

 

 

Capítulo XV

 

Obs.: Foram colocados apenas os números cujas frases apresentam erro, já com suas respectivas correções.

 

1. Aqui se vendem moveis usados;

 

 

6. De vez em quando, agrediam-se;

 

 

7. Como te enganas, meu amigo;

 

 

8. Empenhar-me-ei na consecução dos objetivos;

 

 

9. Pedi-lhes que nos trouxessem os processos;

 

 

10. Aquilo me convenceu da verdade;

 

 

11. Quem me disse aquela verdade?

 

 

16. Tenho-lhe escrito muitas cartas;

 

 

24. Lá é um lugar onde nos sentimos bem.

 

 

 Questões objetivas

 

1. D

 

2. E

 

3. C

 

4. B

 

5. B

 

6. D

 

7. B

 

8. C

 

9. E

 

10. C

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

NOVO: Treine para o concurso do IFPB

Leia:

Vai piorar

Lya Luft

(…) Desde criança fui ensinada que cabeça não foi feita só para separar orelhas, mas para pensar, questionar − e também para ser feliz −, neste momento, não sei o que pensar. Muito menos o que responder quando me perguntam interminavelmente o que estou achando, como estou me sentindo. Estou virando pessimista. Não em minha vida pessoal, mas em relação a este país. Ou melhor: a seus governantes, autoridades, homens públicos, políticos. Mal consigo 5 acreditar no que se está passando. A cada dia um espanto, a cada dia uma decepção, a cada dia um desânimo e uma indignação.

Este já foi o país dos trouxas, que pagam impostos altíssimos e quase nada recebem em troca; o país dos bobos, que não distinguem um homem honrado dum patife, uma ação pelo bem geral de

uma manobra para encher o bolso ou galgar mais um degrauzinho no poder a qualquer custo; o país dos mistérios, onde quem é responsável absoluto não sabe de nada, ou finge enxergar outra realidade, não a nossa. Hoje, estamos ameaçados de ser o país dos sem-vergonha. A falta de pudor e o cinismo imperam e não há, exceto talvez o Supremo Tribunal, lugar totalmente confiável.

Entre os políticos, com cargos ou não, impera um corporativismo repulsivo ¾ ou estaremos todos de rabinho preso? Nós, povo que se deixa enganar tão facilmente, que pouco se informa e questiona, vamos nos tornando da mesma laia? Seremos também, concreta ou moralmente, vendidos? (…).

(Veja, 26 de setembro de 2007)

1. (IFPB-ASSISTENTE DE ALUNOS 2007) Na passagem “Desde criança fui ensinada que cabeça não foi feita só para separar orelhas, mas para pensar, questionar − e também para ser feliz −,(…) (linhas 1-2), pode-se inferir que a autora

a) sugere a mesma idéia exposta na expressão “a justiça é cega”, quando menciona o Supremo Tribunal;

b) compara os brasileiros a pessoas despreocupadas, já que questionam a corrupção no Brasil;

c) mostra claramente a diferença entre o povo e autoridade pública: esta pensa, é informada; aquele é passivo e obediente;

d) chama a atenção para a necessidade de se questionar certos fatos e refletir sobre a nossa realidade;

e) exclui-se da categoria de povo, uma vez que é uma autora reconhecida em âmbito nacional.

2. (FCC/BB – ESCRITURÁRIO 2011) Considere as alterações feitas nos segmentos abaixo grifados.

I. Dá trabalho, e a conclusão pode não ser clara.

Dá trabalho, e a conclusão não pode ser clara.

II. Nesse processo, depara-se com armadilhas.

Depara-se com armadilhas nesse processo.

III. Não dá para preencher caderno de encargos mais cruel para a pobre criança.

Não dá para preencher caderno de encargos mais cruel para a criança pobre.

Com as modificações feitas na 2a frase, altera-se o sentido do que foi afirmado na 1a frase em

a) II, apenas.

b) III, apenas.

c) I e II, apenas.

d) I e III, apenas.

e) I, II e III.

 

3. (CESPE/CORREIOS – CARTEIRO 2011) São acentuados graficamente de acordo com a mesma regra de acentuação gráfica os vocábulos

a) também e coincidência;

b) quilômetros e tivéssemos;

c) jogá-la e incrível;

d) Escócia e nós;

e) correspondência e três.

4. (FCC/BB – ESCRITURÁRIO 2011) A frase em que a concordância verbal e nominal está inteiramente respeitada é:

a) Ainda não foi suficiente os investimentos na tentativa de redução dos índices de pobreza verificados em todo o mundo;

b) Em relação ao poder aquisitivo, ainda se observa dados assustadores quanto à miséria em que vivem populações inteiras;

c) São claras algumas implicações políticas na área do desenvolvimento humano, pois é imprescindível a ação do poder público na erradicação da miséria;

d) Deve ser levado em conta a sustentabilidade do crescimento econômico, para que se garanta melhorias efetivas das condições de vida da população;

e) Alguns especialistas tende a atribuir à crise financeira a principal razão do retrocesso nos resultados satisfatórios que já tinha sido alcançado.

 

5. (IFPB-ASSISTENTE DE ALUNOS 2007) O dirigente maior de certa Universidade Pública pensou em elaborar, em nome da Instituição, um documento endereçado ao Presidente da República, solicitando a criação de um poderoso sistema de combate à corrupção. Qual, entre os gêneros da Correspondência Oficial abaixo relacionados, corresponderia a esse documento?

a) Memorando;

b) Ofício;

c) Portaria;

d) Relatório;

e) Declaração.

6. (BB-2011) Analise:

I. Atendendo à solicitação contida no expediente acima referido, vimos encaminhar a V. Sa. as informações referentes ao andamento dos serviços sob responsabilidade deste setor.

II. Esclarecemos que estão sendo tomadas todas as medidas necessárias para o cumprimento dos prazos estipulados e o atingimento das metas estabelecidas.

A redação do documento acima indica tratar-se

a) do encaminhamento de uma ata;

b) do início de um requerimento;

c) de trecho do corpo de um ofício;

d) da introdução de um relatório;

e) do fecho de um memorando.

7. (FGV- ANALISTA JUDICIÁRIO 2011) Segundo o Manual de Redação da Presidência da República, NÃO se deve usar Vossa Excelência para

a) embaixadores;

b) conselheiros dos Tribunais de Contas estaduais;

c) prefeitos municipais;

d) presidentes das Câmaras de Vereadores;

e) vereadores

Novo: Caderno de interpretação de Textos

A partir de segunda-feira, estará disponível na recepção do Líttera Concursos o Caderno de Interpretação de Textos – Teoria e Prática.

Maiores Informações: (83) 88930147

ENTREVISTA PARA O BOM DIA PARAÍBA: DICAS PARA O ENEM 2011

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1666282-7823-MAIS+DE+MIL+PARAIBANOS+ESTAO+INSCRITOS+NO+ENEM,00.html

EM BREVE: CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES

Início: 05 de novembro de 2011.

Carga Horária: 20h.

Objetivo: resolver e comentar 100 questões dos últimos concursos.

Investimento: 100 reais

Contato: 88930147

PARTICIPEM!

Pessoal,

Atos de cidadania são importantes para nos sentirmos integrados com o nosso grupo e estes começam com a luta pelo bem coletivo, por isso PARTICIPEM E APOIEM: 

Oi prof, gostaria da sua ajuda para divulgar esse evento que acontecerá depois de amanhã, essa galera precisa e muito da nossa ajuda.

CONVITE Prezado (a) Senhor (a), Em face da falta de acessibilidade ainda tão latente em nossa cidade e preocupada com as barreiras que dificultam a locomoção daspessoas com deficiência e de mobilidade reduzida, a Associação Paraibanade Cegos-APACE vem convidá-lo (a) a participar de um Grande Protesto Por UmaCidade Acessível Para Todos com participação de pessoas com deficiência,Entidades e todos que desejarem a se realizar no dia 21 de setembro, Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, às 15:30 (três emeia da tarde), nas imediações do Supermecado Extra, sentidopraia/centro na Av EpitácioPessoa. Venha participar conosco, precisamos do apoio de todos para fazer deste evento um marco em defesa da nossa cidadania plena. “Queremos acessibilidade, mas queremos de verdade. Acessibilidade já.”

Fones: (83) 3225-3377/8806-1038.E-mail: apacepb@yahoo.com.br

 

OBRIGADO PELO CARINHO DE TODOS

Estou muito feliz com o número de acessos e com o carinho atribuído a mim, confesso que fico muito emocionado, questiono-me até se mereço realmente tudo isso! Obrigado a todos, vocês são muito gentis.

Abraços Fraternos,

Romão Júnior.